Search
domingo 11 dezembro 2016
  • :
  • :

Empreender está no sangue e ser Dono está no cargo

O empreendedorismo é algo que cada vez mais ganha espaço na mídia, nas universidades e com isto instituições, palestrantes e cursos começam a espalhar e propagar a arte do empreendedorismo.

O que anda confundindo as pessoas é a diferença entre “ter um negócio, uma empresa” e “criar e empreender um negócio, uma empresa”. É exatamente isto que faz toda diferença, embora haja semelhança, há também um oposto bem grande nas duas ações.

Eu vivencio isto desde pequeno e você também deve vivenciar isto o tempo todo, pois ter negócio, fazer negócios é uma atividade da idade média, da antiguidade e sempre existiram os empresários, os donos de comércio ou de empresas. Meu pai, por exemplo, sempre foi “dono” de bar e foi assim que eu cresci neste ambiente me confundindo entre ser dono e ser empreendedor.

Aos 14 anos de idade, fiz um processo seletivo, para trabalhar como jovem aprendiz na 3M do Brasil, e fui trabalhar no Marketing de uma das empresas mais inovadoras do mundo e foram seis anos (até meus 20 anos), vivenciei diversas funções dentro do marketing. Foi justamente lá, que eu entendi o que era empreendedorismo. E o empreendedorismo não está ligado diretamente em ser dono de uma empresa ou não. Você pode ser um grande empreendedor e não ser dono de nada.

A 3M sempre proporcionou um ambiente muito criativo, inovador, além de motivar e instigar as equipes a criarem coisas novas nos seus dias. Inclusive nas pequenas ações do dia, seja uma nova forma de fazer uma planilha, seja num detalhe numa embalagem de um produto; mas principalmente em criar soluções novas e diferentes. E muitos produtos inovadores da 3M foram criados pela arte de empreender no ambiente de trabalho;

Então, o dono é aquele tem a atividade, tem o cargo de estar à frente do negócio. Muitas vezes os negócios foram herdados e ali continua o cargo para não perder o que a família construiu. E em outras situações, empresários investem dinheiro em um “negócio” e assim é mais fácil ser o patrão que gera mais regalias do que ser “mandado”;

As famosas franquias são o exemplo mais claro desta diferença, o criador da franquia muitas vezes foi um empreendedor e os que compram os direitos de usá-las em suas cidades são proprietários, apenas os donos do negócio local.

Eu costumo dizer, que Empreender é uma arte. A arte de criar, de apaixonar por solucionar a vida de alguém através de uma ideia nova, de um produto novo, de um jeito diferente e de fazer tudo que se fazia antes, mas agora de um jeito mais fácil. A arte de empreender é colocar o seu sonho em prática de forma que ele seja mais importante do que possibilidades de ganhar ou perder com aquilo. É uma vontade tão grande pela função de empreender que parece até que está no sangue.

Não estou questionando aqui que ser dono não é bom ou é errado, estou apenas dizendo que existe uma diferença entre as duas coisas, e o empreender é mais gostoso eu garanto, e está no meu sangue.

5.00 avg. rating (97% score) - 2 votes


Thonny Piassa

Formado em Publicidade e Propaganda com especializações em Marketing, Gestão e Liderança; Aos 14 anos iniciou sua carreira no marketing da 3M do Brasil; Com 21 anos co-fundou a produtora TEATRO GT e com dez ano de mercado, produziu mais de 1.500 apresentações pelo Brasil; Em 2013 fundou a start up Bilheteria Rápida, uma gestora de venda de ingressos que propõe uma forma totalmente diferente do mercado; É mentor da Impulse On – Marketing e Conteúdo Digital, focada no gerenciamento de mídias digitais e conteúdo;


Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*